22 de abr de 2017

Reações

O que você faria se sua noiva aparecesse grávida afirmando que Deus é o pai da criança? Isso nunca tinha acontecido antes e nunca aconteceu depois, mas, aconteceu. Maria estava desposada com José - era noiva dele, e engravidou sem se relacionarem sexualmente. Naqueles dias infidelidade no noivado era considerada adultério.

O que fazer numa situação dessa?

José tinha duas opções: acusar Maria de traição e tomar as providências legais que poderia resultar até em apedrejamento, ou, romper a relação do modo mais discreto possível. Por ser justo, ele optou pela segunda possibilidade, tendo uma reação impressionante diante de um fato tão enigmático capaz de tirar do sério qualquer pessoa equilibrada. As suspeitas que o caso levantava não poderia ser mais fértil para pensamentos maliciosos e atitudes negativas diversas, mesmo assim ele aceitou a situação apenas na base da subjetividade por ter recebido em sonho a informação de acatar o que aconteceu. Reação como essa não é para um fracote; ir dormir pensando na gravidez de sua mulher, gravidez essa que não foi gerada por ele - e acordar pacificado, é coisa de gente que anda altaneiramente. Esse pode ser chamado de "São José". Nele se aplicam as palavras de Blaise Pascal: "O coração tem razões que a própria razão desconhece". Esse fato nos mostra que a relação com Deus não se baseia na Moral. O anjo Gabriel foi direto a Maria, ele não pediu autorização a José para o que aconteceria. José aprendeu que andar com Deus é uma questão muito pessoal e subjetiva; isso ficou evidente em Maria e nele mesmo.

A reação de José mostra a importância de relações idôneas; ele conhecia o caráter de Maria, e por ser um homem de valores pautados no Evangelho, teve um comportamento condizente com o padrão dos fiéis. A reação de José mostra que não importa o que nos aconteça, a diferença está na reação que temos diante dos fatos, venham eles de Deus, dos homens, ou dos demônios.

Ser vítima das circunstâncias nunca foi uma virtude. Não foi o caso de José que reagiu a altura de um homem digno. Enquanto ponderava sobre o que fazer recebeu a direção que precisava. O resultado foi a experiência de participar do maior acontecimento da história humana - o nascimento de Jesus, o eterno Filho de Deus que se encarnou e habitou entre nós cheio de graça e de verdade para ser o Salvador de todos os homens, especialmente dos que creem.

0 comentários: